Grupos da Libertadores Feminina 2019 estão definidos

Corinthians disputará a Libertadores Feminina 2019

Ainda sem o mesmo prestígio da chave masculina, a Copa Libertadores Feminina 2019 já conhece os quatro grupos com as 16 equipes que vão participar da atual edição. A competição será disputada em Quito, no Equador, entre os dias 11 e 27 de outubro.

Participam da Libertadores Feminina 2019 as dez campeãs nacionais de cada país da América do Sul, um representante do país-sede e a equipe vencedora da última edição do torneio, neste caso, o Atlético Huila, da Colômbia.

Além disso, cada país que já venceu a competição indica mais um participante, totalizando 16 clubes.

No Brasil, como o Timão venceu o Brasileirão 2018, a segunda vaga ficaria com a equipe vice-campeã, o Rio Preto. Porém, o time do interior de São Paulo paralisou as atividades nesta temporada.

Desta forma, a vaga foi repassada ao time que ficou em terceiro lugar, o Flamengo. A diretoria carioca recusou a participação. Assim, as Guerreiras Grenás do Ferroviária (4ª colocada) foram selecionadas para representar o Brasil na competição.

As equipes da Libertadores Feminina 2019 são:

  • UAI Urquiza – Argentina
  • Mundo Futuro – Bolívia
  • Corinthians – Brasil
  • Ferroviária – Brasil
  • Santiago Morning – Chile
  • Colo-Colo – Chile
  • Atlético Huila – Colômbia
  • Independiente Medellín – Colômbia
  • América de Cali – Colômbia
  • Deportivo Cuenca – Equador
  • Ñañas – Equador
  • Cerro Porteño – Paraguai
  • Libertad – Paraguai
  • Municipalidad de Majes – Peru
  • Peñarol – Uruguai
  • Estudiantes de Caracas – Venezuela

Grupo A da Libertadores Feminina 2019

Atlético Hullia (Colômbia), Peñarol (Uruguai), Cerro Porteño (Paraguai) e Colo-Colo (Chile)

Grupo B da Libertadores Feminina 2019

Deportivo Cuenca (Equador), Estudiantes Caracas (Venezuela), Ferroviária (Brasil) e Mundo Futuro (Bolívia)

Grupo C da Libertadores Feminina 2019

América de Cali (Colômbia), Corinthians (Brasil), Club Nañas (Equador) e Libertad Limpeño (Paraguai)

Grupo D da Libertadores Feminina 2019

Santiago Morning (Chile), UAI Urquiza (Argentina), M Distrital de Majes (Peru) e Deportiva Independiente Medellin (Colômbia)

Histórico da Libertadores Feminina

O Brasil predominou nas primeiras edições do torneio, entre 2009 e 2011. Em 2012, as chilenas do Colo-Colo conquistaram a América pela primeira vez. Equipes brasileiras voltaram a ficar com o título nas três edições seguintes.

Em 2016, as paraguaias do Sportivo Lipeño levantaram o caneco. Em 2017, em parceria com o Corinthians, as meninas do Audax conquistaram o título. Já em 2018 foi a vez da Colômbia sentir o gostinho da conquista com a vitória das meninas do Atlético Huila.

  • 2009 – Santos (Brasil)
  • 2010 – Santos (Brasil)
  • 2011 – São José (Brasil)
  • 2012 – Colo-Colo (Chile)
  • 2013 – São José (Brasil)
  • 2014 – São José (Brasil)
  • 2015 – Ferroviária (Brasil)
  • 2016 – Sportivo Limpeño (Paraguai)
  • 2017 – Audax (Brasil)
  • 2018 – Atlético Huila (Colômbia)

Ferroviária (atual campeã brasileira), Colo-Colo e Atlético Huila são as equipes que podem conquistar o bicampeonato nesta edição. As demais equipes lutam pelo título inédito.

Menina Joga! na Libertadores 2019

Lançado em 2016, o site Menina Joga! é especializado na cobertura esportiva em competições que contem com atletas brasileiras.

As modalidades que mais atuamos recentemente são futebol, vôlei e basquete, mas queremos intensificar e ampliar isso. Já demos alguns destaques para o futsal, natação, lutas, handebol e outros esportes. Queremos mais!!!

​Essa será a nossa 4ª Libertadores Feminina e aqui você acompanhará a tabela de jogos e classificação atualizado.

​Além de ver os grupos da Libertadores Feminina 2019, também mostramos algumas dicas de como relaxar depois dos exercícios físicos, os benefícios do alongamento e as modalidades olímpicas femininas.

O que você está achando do nosso site? Comente, sua opinião é muito importante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *